terça-feira, 7 de julho de 2009

Admirável mundo twítico

AH!! Eu não podia deixar de dividir essa. Até
porque sempre fui avesso a famosos em geral. Mas ela falou comigo. Se fosse qualquer outro famoso de twitter/ orkut/ qualquer outra mídia social, eu agiria
normalmente. Mas foi ela. Virtualmente, mas falou. Ganhei o
dia!!!

hhohohohohohoo

Tô bobo.
OK, acabou.
rs



Essa é a reprodução na íntegra do e-mail que enviei para alguns amigos após ver que a Maria Rita tinha respondido um twit que direcionei a ela. Realmente sou avesso à celebridades e artistas que se sintam muito. Mas tenho que reconhecer que alguns deles ainda me causam certa estranheza, não me deixando desvincular totalmente o fã de qualquer outro aspecto. Acredito que seja difícil existir outro fator que possa competir com a imbecilidade-instantânea que ataca os que sofrem do mal de venerar alguém que seja destaque por alguma coisa.
Ao longo da minha breve experiência profissional nunca fiquei balançado com alguma entrevista de maior destaque. No máximo uma vontadezinha de ir ao banheiro antes, mas controlável ao extremo (e provavelmente devido à minha má alimentação cotidiana). Definitivamente não sou do tipo de cara que se impressiona com famosos. Não corro atrás de profissionais renomados após as palestras da faculdade, não fico “tietando”, não tenho tempo nem paciência para isso.
Acho interessante ouvi-los, conhecer as histórias, mas da mesma forma que faria com alguém desconhecido ―no caso de 97% dos famosos, pelos quais eu não nutro nenhum tipo de platonismo, ou seja, não influenciam em nada, não me deixariam ansioso pra entrevistá-los. A diferença é que no caso das celebridades/figuras públicas, eu já tenho uma curiosidade mais objetiva — por conhecer o histórico da persona em questão.


“Tucanizando” a coisa, eu poderia complementar dizendo que 'a subjetividade do indivíduo também finda por influenciar o comportamento do mesmo', mas em suma é que: eu estava ouvindo bastante o primeiro disco dela, que desenterrei de uma pilha de CDs, naquela semana, então, provavelmente por isso, não pensei duas vezes antes de mandar o e-mail pra algumas pessoas mais chegadas.

Vim a público admitir isso, mas das próximas vezes eu garanto que ficarei mais controlado (contanto que o Moska ou o Ryan Adams não me mandem nenhum e-mail...). Podem ficar mais sossegados.



Crime contra o anonimato: mensagem de famosa faz jovem entupir caixa de entrada de e-mail dos amigos


1 comentários:

\o/ disse...

Ah, agora eu entendi que é a tal MROFICIAL que vc me mandou!

Juro que não entendi nada quando vc me entupiu com esse e-mail, mesmo porque não escuto MPB, porque não tinha/agora tenho a menor idéia de quem seria a tal MR.

Fico feliz por sua felicidade instantânea.

Eu cansei de fazer comentário nos twts dos famosos e não ter nenhuma resposta. Então, deletei todos os pseudo-desconhecidos e fiqeui só com os amigos.

Mais uma vez, eu sei, eu me afasto da vida social e me fecho no meu mundinho medíocre!

;D

Adoro seu jeito intelectual de escrever!
Realmente... interessante e provocante (não sexualmente, mas mentalmente!)

Um BEIJO!

Postar um comentário